19/04/2017 às 09:00:00

Produtores de leite participam de Curso de Inseminação Artificial oferecido pela SEMADI

Isabelle Tanji
Foto: Natalho Cuer
Secretário municipal Hernandes Ortiz
Foto: Natalho Cuer
O veterinário Paulo Rogério fez parte da equipe técnica que ministrou o curso
Foto: Natalho Cuer
Gerente do Banco do Brasil afirmou que o que for necessário para o desenvolvimento da atividade econômica do produtor, a agência financiará.
Foto: João Cláudio
Produtores colocaram em prática o que aprenderam na teoria
Aconteceu nesta terça-feira (18) o Curso Básico de Inseminação Artificial em bovinos para pequenos produtores. Oferecido pelo Governo Municipal em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Agricultura e Desenvolvimento Integrado, através do secretário Hernandes Ortiz, o curso foi totalmente gratuito e oferecido à 25 produtores de leite e visa prepará-los para aumentar a produção.

A equipe técnica responsável pelo curso foi composta pelo médico veterinário Paulo Rogério Rolim Prestes, a médica veterinária Liliane da Silva Marques e a zootecnista Juliana Lopes.

De acordo com Liliane, “o objetivo do curso é disseminar tecnologia para os pequenos produtores, aperfeiçoando técnicas de melhoramento genético do rebanho leiteiro através do curso de inseminação artificial”, expôs.

Cada um dos produtores recebeu uma apostila de estudos fornecida pelo Governo Municipal e pôde colocar em prática tudo o que fora ensinado em teoria. O curso aconteceu no auditório da prefeitura.

Quem esteve presente na ocasião foi o gerente do Banco do Brasil, o Dilsom de Moraes que explicou o papel da agência no curso oferecido. “O Banco do Brasil tem muito recurso hoje, principalmente na linha do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), onde somos um dos maiores aplicadores de recurso controlado. Tudo o que for necessário para o desenvolvimento da atividade econômica do produtor, a gente financia”, expôs ele.

Um dos produtores que participou do curso foi o José Jucélio dos Santos, o Garganta, do Assentamento 17 de Abril. Para ele, a oportunidade era necessária há muito tempo. “Não tenho dúvidas de que tudo o que vamos construir na vida nós precisamos pensar no conjunto das partes para que possamos chegar nessa totalidade. A parceria da Prefeitura com Banco do Brasil e com o produtor, é a única saída para sairmos dessa crise. Se eu produzir mais, pagarei mais impostos, a Prefeitura vai arrecadar mais, vai investir mais e assim por diante”, destacou.

Leandro, produtor de leite de Nova Casa Verde – Angico e participante do curso, afirmou que o mesmo trará mudanças positivas para sua vida. “Se você tem uma qualidade genética boa, você consegue uma melhoria financeira, pois vai produzir mais e com muito mais qualidade”, disse. 

A realização do curso, para o secretário municipal Hernandes Ortiz (SEMADI) foi possível graças ao trabalho em conjunto da equipe. “Não posso deixar de elogiar a minha equipe. O desafio foi dado e eles correram atrás para cumprir. Nós qualificamos os produtores para fazer o melhoramento genético. Precisamos desenvolver essa atividade, pois se for bem trabalhada ela sustenta uma família muito bem”, explanou.

Tags: SEMADI, Inseminação Artificial, Nova Andradina, Produtor Rural, Agricultura Familiar,
COGECOM