01/12/2017 às 10:16:00

Nova Andradina debate propostas de enfrentamento à criminalidade na OAB

A audiência pública, realizada na noite desta quinta-feira (30), contou com a participação de inúmeros representantes da sociedade.

Foto: João Cláudio
Foto: João Cláudio
Foto: João Cláudio

Por iniciativa da 7ª Subseção da OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso do Sul) e do Conselho Municipal de Segurança Pública de Nova Andradina, lideranças comunitárias, políticas e de clubes da sociedade, profissionais liberais, representantes das forças de segurança civil e militares, do legislativo, do judiciário e dos poderes públicos municipal e estadual se reuniram na noite desta quinta-feira (30), no auditório da Ordem para debater, em audiência pública, ações de combate à criminalidade em Nova Andradina.

O prefeito Gilberto Garcia atendeu ao convite da presidente da OAB, Etiene Cintia Ferreira Chagas, compondo a mesa de autoridades, acompanhado do Juiz da Comarca de Nova Andradina José Henrique Kaster Franco, do Promotor de Justiça Fabrício Secafen Mingati, da presidente da Comissão de Segurança da Pública da OAB/MS Cláudia Elaine Novaes Assunção Paniag, do presidente do Conselho Municipal de Segurança Cel. Nilvo Vicente Perlin, do ex-presidente do Conselho Walter Bernegozzi Junior, do delegado regional de Polícia Civil, André Luiz Novelli Lopes, no ato representando o secretário estadual de Segurança Pública. Na oportunidade, o chefe do Executivo em pronunciamento, comentou os dados apresentados pelo Conselho de Segurança e colocou-se à disposição da plateia para responder a questionamentos dos participantes.

Na abertura, a presidente da OAB Etiene Cintia Ferreira Chagas introduziu o tema da audiência pública voltado a discutir, conforme disse “medidas necessárias e urgentes no enfrentamento à onda de crimes que assola o município, além de diagnosticar a situação que estamos vivendo e apontar proposições para reverter tal cenário”. Após a abertura, os conselheiros Walter Bernegozzi e Nilvo Vicente Perlin apresentaram um diagnóstico da realidade local sobre o tema da segurança pública, seguido de estudos e recortes jornalísticos das páginas policiais acerca dos acontecimentos que levaram terror à população nova-andradinense nos últimos anos.

Em suas explanações, os advogados Bernegozzi e Perlin levaram dados de pesquisas e estudos nacionais que apontam as maiores causas da violência nas cidades. O tráfico de drogas, a desintegração familiar, o desemprego, a falta de políticas públicas, a iluminação pública deficiente, a falta de efetivo policial, a escassez de recursos e equipamentos modernos para as forças de segurança, foram apontados como fatores preponderantes à facilitação do crime.

Frente aos desafios apresentados, os oradores propuseram à sociedade e aos poderes a realização de projetos de inclusão social que valorizem o esporte e a cultura, a implantação da educação integral nas escolas. Dentre outras propostas, os representantes da sociedade civil no Conselho cobraram a implantação de uma UNEI (Unidade Educacional de Internação) em Nova Andradina e a efetivação do Conselho Antidrogas no município. Diante às políticas públicas já existentes, Bernegozzi Junior exaltou o novo momento em que vive o esporte local, que segundo ele, vem recebendo mais apoio na gestão do prefeito Gilberto Garcia.

Após ouvir os diversos apontamentos e propostas para melhorar a segurança pública no município, o prefeito Gilberto Garcia indicou sua parceria com o Conselho Municipal de Segurança. “Já estamos colocando recursos nas ações do Conselho. Pode não ser o suficiente, mas é o que está dentro das nossas possibilidades, e mesmo assim, já é mais do que se aplicava nas gestões anteriores, o que indica que estamos avançando”, aponta o prefeito.

Gilberto também afirmou que já em 2018 sua gestão planeja trocar as lâmpadas convencionais por LED, como medida de modernização na iluminação pública. “Se os estudos apresentados dizem que 63% dos delitos diminuem quando uma rua é bem iluminada, no próximo ano vamos avançar levando às luminárias urbanas a tecnologia de LED, que iluminam mais e gastam menos energia”, disse o prefeito, que também aposta no aumento das políticas públicas em favor dos jovens.

O Juiz da Comarca, Kaster Franco, que anunciou sua transferência para Campo Grande no próximo ano, enalteceu o evento, os atores envolvidos na iniciativa e elogiou a atuação dos profissionais em segurança pública no enfrentamento à criminalidade. O magistrado lamentou o déficit de vagas nos presídios e defendeu a implantação de uma Unidade Educacional de Internação na região e apontou a violência e os crimes no trânsito como os mais graves, dada tamanha a quantidade e o número assustador de vítimas em Nova Andradina.  

Kaster Franco elogiou a atuação dos centros de referência em assistência social no município e apontou este atendimento como estratégico para superar grande parte dos problemas sociais com origem na desestrutura familiar que tornam vulneráveis os adolescentes mais pobres à sedução do mundo do crime. 

COGECOM

Rede Sociais