19/05/2017 às 09:42:00

Passeata alerta sociedade contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

A passeata atravessou a Moura Andrade e foi concluída com uma ato no estacionamento do Paço Municipal

A Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social (Semcias), mobilizou a sociedade no dia de ontem, quinta-feira (18), para participar de uma passeata em reflexão ao Dia Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual, Abuso e Exploração Sexual de Criança e Adolescente, em Nova Andradina. A articulação da secretaria garantiu o apoio e presença de dezenas de entidades não governamentais, empresas e órgãos públicos que atuam desde a segurança pública ao atendimento em saúde e assistência social, levando à avenida um público recorde.

A iniciativa da Semcias foi apoiada pelo Creas, Lar Alternativo São José, Andefi, Lar Sagrado Coração de Jesus, Comunidade Vida Plena (Betel), Casa do Migrante, Rádio Excelsior FM, Secretarias de Saúde, Educação e Políticas para as Mulheres, Cogecom e Demtran,  Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculo do adolescente (Centro Social da Juventude), da Infância (Horto Florestal) e dos idosos (Projeto Conviver) , Centro de Atendimento à Mulher, Apae, escolas municipais Arco Íris, Pingo de Gente e Efantina de Quadros, escolas estaduais Marechal Rondon e Fatima Gaiotto Sampaio, Conselho Tutelar, Cras Durval Andrade e Cras Irman Ribeiro, Clínica da Mulher, Caps, Estratégias de Saúde da Família de todos os bairros urbanos, e o evento ainda foi abrilhantado pelas apresentações da Banda Marcial Municipal “Getúlio Vargas”.

 “Estamos mobilizados para a conscientização da sociedade a este tema tão grave. É necessário redobrarmos a atenção e que estejamos conscientes de que o crime existe e deve ser denunciado”, ressaltou a secretária municipal de Assistência Social Julliana Ortega.

A mobilização iniciou com uma passeata que atravessou a Avenida Antonio Joaquim de Moura Andrade e foi concluída com uma ato no estacionamento do Paço Municipal. “Esta edição foi contundente pois movimentou a cidade despertando a curiosidade das pessoas para o tema. Não se trata de um dia de celebração, mas de reflexão sobre como a sociedade vem tratando a infância e a adolescência”, pontuou Fabiana Barbosa, que ao final do ato fez uma explanação do tema.

A atividade foi concluída com o discurso das autoridades num palco montado ao lado da Prefeitura e contou com a presença do vereador Airton Castro e da vereadora e primeira dama Joana Darc. Estiveram presentes a secretária de Assistência Social Julliana Ortega e o secretário de Educação Fábio Zanata.

A data foi instituída pela Lei Federal Nº 9.970/2000, em alusão a 18 de maio de 1973, quando a menina Araceli Sanches, de apenas 8 anos, foi raptada, drogada, estuprada, morta e carbonizada por jovens da classe média alta de Vitória-ES. Apesar de sua natureza hedionda, o crime prescreveu e os assassinos ficaram impunes.

Distrito de Nova Casa Verde                                    

No dia de hoje, as ações sobre o tema continuam e serão desenvolvidas no distrito de Nova Casa Verde. Estão previstas palestras educativas nas escolas, no salão paroquial, além de panfletagem nos postos de combustível e em locais que registram grande fluxo de pessoas. As atividades serão estendidas à Base da Polícia Rodoviária Federal na BR-267.

COGECOM
Galeria de Fotos

Rede Sociais