Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Nova Andradina confirma a adesão ao Pacto e assume compromisso de prevenir, enfrentar e erradicar a violência contra a mulher por meio de políticas públicas

Cb image default
Foto: William Gomes

Nova Andradina sediou nesta segunda e terça-feira, dia 18 e 19 de julho, a oficina de implementação do Pacto Estadual pelo Enfrentamento à Violência contra as Mulheres que reuniu representantes de Angélica, Batayporã, Ivinhema, Bataguassu, Brasilândia, Santa Rita do Prado, Taquarussu.

O pacto tem como objetivo prevenir, enfrentar e erradicar a violência contra a mulher em Mato Grosso do Sul por meio de atividades inclusivas de igualdade que possam fortalecer as políticas públicas de enfrentamento.

Na abertura da solenidade, a subsecretária de Políticas Públicas para Mulheres Rosana Fernandes Leal disse que Nova Andradina foi escolhida para sediar este evento por ser uma cidade pólo regional e pelo trabalho de referência na prevenção e combate à violência contra a mulher.

“O Pacto é mais um instrumento para fortalecer as políticas públicas de enfrentamento à violência contra mulheres, trazendo diretrizes e eixos estruturantes que serão discutidos com órgãos responsáveis por sua implementação, de forma conjunta, compartilhada e integrada”, explicou Rosana Leal.

Cb image default
Foto: William Gomes

Representando a secretária executiva de políticas públicas par a Mulher, Julliana Ortega, a gerente da proteção social especial e servidora da pasta, Fabiana Barbosa dos Santos deu boas-vindas aos municípios visitantes e ressaltou a importância de criar estratégias para que a mulher, vítima de violência, procure a rede de atendimento existente nas cidades.

“Temos que unir forças – poderes executivo, legislativo e judiciário. Envolver a sociedade na luta por igualdade de direitos, dar suporte aos CRAS, CREAS, Samu, Polícia Militar, Delegacia de Atendimento à Mulher, CRAM, entre outros órgãos, para fortalecer as políticas públicas e evitar as ocorrências de violência e crimes contra a mulher”.

Cb image default
Foto: William Gomes

A plataforma de autoridades foi composta ainda pela vice-presidente da Câmara, Gabriela Delgado, pela vereadora Cida do Zé Bugre e a coordenadora da Secretaria Executiva de Políticas da Mulher, Arlethe Matos e a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Grasiela Braz da Silva.

A reunião teve início com a oficina ministrada pela técnica da Subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres, Lidiane Kasiorowski Borges, em que foram discutidos os 5 eixos estruturantes do Pacto Estadual:

I- Prevenção: sensibilização e conscientização da sociedade para o fim da violência contra mulheres e meninas;

II- Atendimento: ampliação e fortalecimento da rede de atendimento à mulher em situação de violência;

III- Formação: capacitação continuada e permanente para profissionais que atuam na rede de atendimento às mulheres em situação de violência;

IV- Garantia de direitos e acesso à justiça;

V- Governança na perspectiva de gênero.

Cb image default
Foto: William Gomes

Propostas elencadas e que serão adotadas por Nova Andradina

Após as discussões, os representantes dos municípios definiram as ações que pretendem desenvolver. O prefeito de Nova Andradina, Gilberto Garcia, recebeu em seu gabinete a subsecretária de Políticas Públicas para Mulheres, Rosana Fernandes Leal, e confirmou a adesão do município ao Pacto Estadual.

Nova Andradina irá adotar as seguintes estratégias de enfrentamento:

- Palestras nas escolas municipais, estaduais e particulares sobre o combate a violência contra a mulher;

- Planejamento de ações e campanhas com envolvimento de todos os órgãos ligados à rede de atendimento à mulher;

- Qualificar as instituições e rede de atendimento à mulher;

- Fortalecer e ampliar o Conselho Municipal de Direitos da Mulher;

- Criar programa para dar assistência aos filhos das mulheres vítimas de violência.