Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Nesta edição da campanha, é comemorado os 16 anos da Lei Maria da Penha

Cb image default
Divulgação

No próximo dia 07 de agosto, a Lei Maria da Penha no Brasil completa 16 anos de existência. Em alusão a essa data, foi criada a campanha do Agosto Lilás, que traz como principal pauta o combate à violência doméstica e familiar contra a mulher.

No estado de MS, o lançamento da campanha aconteceu na capital sul-mato-grossense. Emerson Nantes, secretário executivo de Políticas Públicas para Mulher Interino, representou o prefeito Gilberto Garcia nesta solenidade. Já as pedagogas de ações sociais da pasta, Gisele Sena e Arlethe Matos, participaram dos seminários e discussões temáticas.

As duas atrações culturais – a apresentação cantora Marta Cel e a performance teatral “Donzela” com a atriz Alessandra Tavares – abrilhantaram a solenidade. 

Cb image default
Divulgação

A temática da campanha foi retratada no painel “Avanços e desafios nesses 16 anos de Maria da Penha”, ministrado por Elaine Cristina Ishiki Benicasa, Delegada Titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Campo Grande- DEAM e hais Dominato, Defensora Pública e Coordenadora da Nudem.

Também marcaram presença, Rosana Leal, Subsecretária SPPM/MS, Bianca Knorts, Presidente do CEDM, Eduardo Romero, Secretário de Cidadania e Cultura, Maristela França, Diretora Técnica do Sebrae/MS, Roberto Gurgel de Oliveira Filho, Delegado Geral Polícia Civil e Hugo Djan Leite, Comodante Geral do Corpo de Bombeiros.

Agosto Lilás em Nova Andradina

A Campanha prevê a realização, no âmbito de Nova Andradina, de ações e mobilização, palestras, debates, panfletagens e eventos, visando à divulgação da Lei Maria da Penha, estendendo-se as atividades durante todo o mês de agosto, para o público em geral.

O objetivo é propiciar o combate a violência praticada contra as mulheres, seja ela psicológica, moral, física, sexual ou patrimonial. A ideia é dar visibilidade ao tema ampliando os conhecimentos legais e auxiliando as mulheres que sofrem essas violências.

A iniciativa é coordenada pela Secretaria Executiva de Políticas Públicas para Mulher com o apoio de todas as instituições que integram rede de enfrentamento e prevenção à violência contra as mulheres.