Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

No acumulado do ano de 2021, a capital do Vale do Ivinhema apresenta saldo de 690 empregos com carteira assinada

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apontam que Nova Andradina se destaca mais uma vez na geração de empregos. Os dados referentes a maio mostram que foram 547 admissões e 441 demissões. Saldo positivo de 106 postos de trabalho. No acumulado do ano de 2021, a capital do Vale do Ivinhema apresenta saldo de 690 empregos com carteira assinada.

Cb image default
Imagem arquivo PMNA
Cb image default
Divulgação

O resultado mostra que o município segue em recuperação econômica mesmo em meio à pandemia de Covid. O ritmo de criação de vagas começa acelerar. Para o prefeito Gilberto Garcia, isso demonstra confiança dos empregadores e dos trabalhadores no crescimento da economia, principalmente, com a redução de casos e mortes pelo novo coronavírus.

“Os setores do comércio e da indústria já mostram uma retomada no crescimento. Se a tendência de queda nos índices de contágio se mantiverem, a situação tende a se normalizar porque a vacina está chegando a grande parte da população”, avalia o alcaide.

Os dados podem ser acessados no site da Funtrab/MS, em boletim do trabalho (https://www.funtrab.ms.gov.br/coordenadoria/trabalho-e-renda/trabalho-informal/)

Demonstrativo Postos de Trabalho mês de Maio de 2021

Dados Municípios do Vale do Ivinhema

Municípios  ADMITIDOS DESLIGADOS SALDO

Bataguassu          206           181                25

Anaurilândia          22             12                 10

Batayporã              53            33                  20

Ivinhema               101           84                  17

Novo Horiz. do Sul  4            10                   -6

Taquarussu            13             1                   12

Estado de MS

No mês de Maio 2021, Mato Grosso do Sul está em 13º lugar entre as unidades da federação na geração de empregos formais com saldo de 4.327 empregos. O crescimento de 0,78% em relação ao estoque de emprego do mês anterior coloca o MS em 11º lugar em termos de crescimento percentual em maio de 2021.

No acumulado do ano (Janeiro a Maio), o MS ocupa o 11º lugar no país na geração de empregos formais com um saldo de 24.340 empregos. O crescimento de 4,58% em relação ao estoque de empregos do mês de dezembro/2020 coloca o MS em 4º lugar em termos de crescimento percentual no ano de 2021.