Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Empresas que atuam no ramo em Nova Andradina devem solicitar emissão do selo do Ministério do Turismo, além dos certificados locais

Cb image default
Divulgação

A gerência de turismo do governo municipal de Nova Andradina informa que às empresas ligadas ao trade devem solicitar o selo “Turismo Responsável – Limpo e Seguro”. Trata-se de um compromisso que o empreendimento assume, junto ao Ministério do Turismo (MTur), da adoção dos protocolos para a segurança dos turistas e de seus colaboradores. A responsabilidade será dividida com o turista, que também deverá seguir as orientações.

O selo tem como objetivo auxiliar o setor de turismo brasileiro a retomar as suas atividades o mais breve possível e a atender aos pré-requisitos do novo perfil de turista, que surgirá com a pandemia do novo coronavírus.

De forma geral, o selo Turismo Responsável congrega uma série de protocolos trabalhados por várias entidades e unifica a comunicação com o mercado. Por isso, é importante que todos os empreendimentos façam a adoção do selo e dos protocolos de biossegurança e higienização, considerados condições fundamentais para que o empreendimento opere de acordo com as novas condições para a oferta de suas atividades.

Como solicitar o Selo

Para solicitar o selo, o interessado deve acessar o site www.turismo.gov.br/seloresponsavel, ler as orientações previstas no protocolo destinado ao segmento em que atua e estar com situação regular no Cadastur. Em caso positivo, ele adere à auto declaração que atende aos pré-requisitos determinados e é encaminhado para uma área do site onde pode realizar o download do selo para impressão.

O selo, que é totalmente gratuito, deverá ser colado em local de fácil acesso ao cliente e conterá um QR Code pelo qual o turista poderá consultar as medidas adotadas por aquele empreendimento e/ou profissional. Além disso, possibilitará a realização de denúncias em caso de descumprimento, o que poderá resultar em revogação do selo.

Estão disponíveis protocolos para: Meios de Hospedagem; Agências de Turismo; Transportadoras Turísticas; Organizadoras de Eventos; Parques Temáticos; Acampamentos Turísticos; Restaurantes, Cafeterias, Bares e similares; Parques Temáticos Aquáticos; Locadoras de veículos para turistas e Guias de Turismo, entre outros.

Com informações da Fundação de Turismo de MS e do MTur