Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Prefeito Gilberto Garcia vistoriou as obras e agradeceu o empenho de todos os trabalhadores envolvidos no maior empreendimento habitacional público já realizado no município

Cb image default
William Gomes

Foi encerrada nesta terça-feira, 26, a segunda etapa das obras de construção 1º Condomínio de 128 Apartamentos de Nova Andradina.

O prefeito Gilberto Garcia acompanhado dos secretários Emerson Nantes (finanças) e Júlio Cesar Castro Marques (infraestrutura) e a assessora Márcia Lobo, estiveram no local para fiscalizar o andamento das obras e agradeceram o empenho dos trabalhadores envolvidos no maior empreendimento habitacional público já realizado no município, no valor de 11 milhões e meio de reais, com recursos federais (FAR) e estaduais.

Cb image default
William Gomes

“Mais uma etapa concluída neste projeto que irá atender a classe mais simples e humilde, que não tem condições de fazer um financiamento habitacional. É uma obra que nos enche de orgulho de estar prefeito pela sua magnitude e nos leva a buscar outras alternativas para realizar o sonho da casa própria de mais famílias”, comentou o prefeito.

Em conversa com os trabalhadores, Gilberto citou o trecho da música de Zé Ramanho. “Tá vendo aquele edifício moço, eu ajudei a levantar”... para dizer que eles também devem se orgulhar de participar da construção de uma obra que certamente será um marco histórico para Nova Andradina. 

Cb image default
William Gomes

Há 4 meses trabalhando como ajudante de pedreiro, Mara Lucia Corman, de 38 anos, afirmou que diariamente se depara com pessoas admirando a obra, ansiosas para ver tudo pronto. “Tem gente que já sonha em morar aqui, sair do aluguel. Pra mim, esta obra é a garantia de emprego. Se Deus quiser, fico até terminar”, declarou a nova-andradinense.

A primeira etapa contemplou a fundação e a alvenaria como blocos estruturados. Nesta segunda, foram erguidos os quatro pisos e concluídas as lajes.

Até o momento, cerca de 150 profissionais passaram pelo canteiro de obras, de pedreiros a especialistas, a maioria de Nova Andradina, mas também mão-de-obra temporária, vinda de outras cidades de Mato Grosso do Sul (Campo Grande, Fátima do Sul, Naviraí) e até de outros estados como Maranhão e Fortaleza.

Esses trabalhadores externos foram trazidos pela Engepar, construtora responsável pela obra. Ficaram alojados em casas locadas e tiveram todos os gastos com alimentação e transporte custeados pela empresa. Além disso, grande parte dos materiais de construção é adquirida nas fábricas e estabelecimentos comerciais da cidade, movimentando a economia.

Segundo a engenheira civil, Gabriela Leite, para esta nova fase, a construtora responsável pela obra não pretende contratar terceiros aproximadamente 60 colaboradores da empresa irão trabalhar nos próximos 90 dias na instalação da cobertura e serviços de reboco externo de todos os prédios.

Em seguida, outra frente de trabalho inicia-se com a construção do contra piso e instalações hidráulica, elétrica, esgoto, e, por último, os acabamentos com a colocação de revestimentos cerâmicos, pintura e demais áreas de uso comum como guaritas e áreas de lazer.