Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações
Cb image default
William Gomes 

Em cerimônia realizada nesta tarde de quarta-feira (22), o prefeito Gilberto Garcia e o diretor presidente da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul), Walter Carneiro Júnior efetuam a assinatura da ordem de serviço para execução de 33 km de rede coletora de esgoto e 3.330 ligações domiciliares de esgoto.

O documento oficializa o início de mais uma etapa de ampliação da ligação das redes de água e esgoto do município. Incluindo as obras entregues e as contratadas, Nova Andradina terá R$ 20.223.989,99 em obras de ampliação do esgotamento sanitário, incluindo recursos próprios da Sanesul e de verbas federais da Funasa (Fundação Nacional de Saúde), com contrapartida da companhia pertencente ao governo de Mato Grosso do Sul.

Prestigiaram o evento, lideranças políticas como o deputado estadual, Barbosinha, representante do governo do estado de MS, Márcio Pezão, do legislativo municipal – presidente Leandro Fedossi e a vereadora Marcia Lobo, diretores da Sanesul André Luis Soukef Oliveira (Administração e Finanças) e Helianey Paulo da Silva (Engenharia e Meio Ambiente), secretários municipais, entre outras autoridades locais.

Cb image default
William Gomes

Nas palavras do deputado Barbosinha, o governo do estado tem como a meta de a universalização do esgotamento sanitário, se antecipando as regras estabelecidas pelo novo marco legal do saneamento básico.

“O avanço e o cuidado exponencial com a água e o esgoto no estado mudou o cenário do saneamento básico nos municípios. Isso é graças a um conjunto de investimentos feitos ao longo dos últimos anos pelo governador Reinaldo Azambuja e do secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, pasta a qual a Sanesul é vinculada”, pontou Barbosinha. 

Cb image default
William Gomes

O diretor presidente Walter Carneiro Júnior admitiu que existe um atraso no cronograma de obras da Sanesul no município, devido a rescisão do contrato com a empresa terceirizada responsável pelos serviços de implantação da rede de esgoto. O dirigente disse ainda que a obra irá gerar transtornos à população, mas também vai trazer muitos benefícios. Diante disso, solicitou a Prefeitura, Câmara, Sanesul e empresa contratada para estabeleçam um cronograma de modo a gerar o menor impacto possível aos cidadãos.

“Quando o saneamento básico chega, muda o perfil da cidade. A começar pela melhoria dos índices de desenvolvimento humano, passando pelo aumento na arrecadação de recursos federais, crescimento econômico da região, a valorização dos imóveis, melhoria na qualidade de vida das pessoas ao diminuir os impactos na saúde porque deixam de conviver com as fossas assépticas e o esgoto a céu aberto. Esse é o legado que a Sanesul quer deixar ao Mato Grosso do Sul e estamos avançando muito”, declarou Walter. 

Cb image default
William Gomes

Para o prefeito Gilberto Garcia, saneamento é saúde preventiva, é política pública obrigatória em todos os programas de governo. E o governo do estado de MS têm honrado seus compromissos, investindo para se tornar referência no setor de saneamento.

“Assim como outros municípios, tivemos problema com a empresa que estava executando as obras de esgotamento sanitário, devido à má qualidade dos serviços. Agora, com os esforços para resolver esses entraves, as obras vão avançar. Agradeço aos investimentos da Sanesul e do governo do estado, pois certamente vão colocar Nova Andradina num patamar de cidades de primeiro mundo em saúde e qualidade de vida”. 

Cb image default
João Cláudio

Após a cerimônia, as autoridades presentes se dirigiram até a Estação de Tratamento de Esgoto da Sanesul para o descerramento das placas inaugurais.