Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Unidade móvel estará estacionada no canteiro central da avenida Joaquim de Moura Andrade, em frente ao Supermercado Paraíso

Cb image default
Arquivo/Cogecom

Nesta sexta-feira (9), a Secretaria Municipal de Saúde promove uma “Ação de Prevenção e Diagnóstico de Câncer de Boca”, na área central de Nova Andradina, das 8 às 18 horas.

A unidade móvel estará estacionada no canteiro central da avenida Joaquim de Moura Andrade, em frente ao supermercado Paraíso onde serão ofertados exames clínico-odontológicos, orientações e entrega de material educativo de câncer bucal pelos odontólogos e auxiliares de saúde bucal da rede municipal para toda população.

No decorrer no mês de novembro, as Unidades de Saúde - ESFs (Estratégias Saude da Família dos bairros) e CEO darão continuidade a ação com a realização de atividades educativas e preventivas de câncer de boca, assim como os atendimentos de rotina. Todo o atendimento é gratuito.

A iniciativa integra a Semana de Prevenção do Câncer de Boca instituída por lei federal e estadual, tem como objetivo alertar a população e o principal público-alvo, a população masculina, sobre os riscos do consumo do tabaco e do álcool (representando cerca de 80% dos casos) e outros fatores de risco como HPV, má higiene bucal e a desnutrição; como também discutir e realizar com os profissionais envolvidos a detecção precoce de câncer bucal.

Segundo dados apresentados pela Secretaria Municipal de Saúde, nos últimos 3 anos foram realizadas 85 biópsias, sendo 42 mulheres e 43 homens. Neste período, 5 casos foram confirmados de malignidade.

A gerente municipal de saúde bucal, Melissa Araujo, informa que durante o ano todo, o trabalho de prevenção e diagnóstico de Câncer de Boca é realizado nas Estratégias de Saúde da Família – ESFs. “Frente às situações de alterações e lesões suspeitas de câncer de boca, os pacientes são encaminhados para o Centro de Especialidades Odontológicas – CEO, onde é feita a avaliação pelo cirurgião buco-maxilo e, quando necessário, a realização de biópsia”, explica Melissa.

A análise laboratorial é feita pelo Laboratório Costa Rosa no município de Naviraí. Quando o resultado da biópsia confirma a malignidade da lesão, os pacientes são encaminhados para tratamento, via regulação do município, para os centros de referência em: Dourados (Hospital Universitário da UFGD, Hospital Evangélico) e em Campo Grande (Hospital Santa Casa, Hospital Santa Casa, Hospital Universitário, Hospital do Câncer Alfredo Abrão, Hospital Regional de Mato Grosso do Sul). A coordenação do cuidado deste paciente é mantida em sua Unidade de Saúde.

Como prevenir o câncer bucal

• Não fumar

• Evitar o consumo de bebidas alcoólicas

• Ter alimentação rica em frutas verduras e legumes

• Manter boa higiene bucal

• Usar preservativo (camisinha) na prática do sexo oral

Sinais e sintomas

Os principais sinais que devem ser observados são:

• Lesões (feridas) na cavidade oral ou nos lábios que não cicatrizam por mais de 15 dias, que podem apresentar sangramentos e estejam crescendo.

• Manchas/placas vermelhas ou esbranquiçadas na língua, gengivas, céu da boca ou bochechas

• Nódulos (caroços) no pescoço

• Rouquidão persistente

Nos casos mais avançados observa-se:

• Dificuldade de mastigação e de engolir

• Dificuldade na fala

• Sensação de que há algo preso na garganta

• Dificuldade para movimentar a língua

Diante a esses sinais e a mudanças na coloração ou aspecto da boca, no caso de anormalidade, é indicado sempre a avaliação de um profissional de saúde.

Detecção precoce

É imprescindível estar atento ao surgimento de qualquer sinal de alerta. Diante de alguma lesão que não cicatrize em um prazo máximo de 15 dias deve-se procurar um profissional de saúde (dentista ou médico para a realização do exame completo da boca).

A importância das consultas com o dentista para tirar dúvidas e, principalmente, relatar qualquer sinal ou sintoma diferente. Pessoas com maior risco para desenvolver câncer de boca (fumantes e consumidores frequentes de bebidas alcoólicas) devem ter cuidado redobrado e fazer visitas periódicas ao dentista. Uma vez diante de uma lesão suspeita, a biópsia (exame de um fragmento da lesão) deve ser realizada, e o paciente encaminhado a médico especializado.