Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Nos próximos dias, Prefeitura vai convocar mais 4 médicos que passaram no concurso público para atender a rede básica de saúde

Cb image default
João Cláudio 

Após a homologação do concurso público, a Prefeitura de Nova Andradina começou a convocar os candidatos aprovados. Inicialmente, a prioridade é a contratação de profissionais na área da saúde, para suprir a demanda das unidades de saúde que estavam desassistidas de médicos.

A primeira unidade de Estratégia de Saúde da Família a receber um novo clínico geral foi o Horto Florestal, que estava sem atendimento médico há cerca de 60 dias, por conta da desistência do profissional efetivo que atuava nesta localidade. Para atuar nesta ESF, o prefeito Gilberto Garcia assinou a nomeação do médico Rodrigo Duarte Franco, que desde o início da semana já está atendendo a saúde básica dos usuários deste setor urbano do município.

Durante a oficialização da contratação de Dr. Rodrigo, que já é conhecido por parte da população nova andradinenses por atuar como plantonista no Hospital Regional, o prefeito Gilberto Garcia anunciou a convocação de mais 4 médicos para recompor o atendimento na rede básica de saúde.

Nos próximos dias haverá o chamamento, por meio de publicação no Diário Oficial, de outros 4 médicos classificados no concurso público para atuarem na ESF Morada do Sol, CEM (Centro de Especialidades Médicas), SAE (Serviço de Assistência Especializada em HIV/Aids) e Clínica da Mulher.

Segundo o secretário de saúde, Arion Aislan, a determinação do prefeito é que nenhuma unidade fique sem atendimento médico. “A meta é suprir a demanda por profissionais em toda a rede municipal de saúde, que sofre com a defasagem no quadro de funcionários devido a afastamentos por motivos de saúde ou pela transferência para outras cidades”, afirma.

Arion esclarece ainda que o ginecologista Valter Cremasco está atendendo na Clínica da Mulher, neste mês de dezembro, somente gestantes de risco. A partir de fevereiro de 2019, um ginecologista concursado assumirá o cargo efetivo no serviço público para normalizar o atendimento das consultas desta especialidade.