Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações
Cb image default
Divulgação

O recurso emergencial estará em conta nesta quinta-feira (17), anunciou o governador Reinaldo Azambuja durante videoconferência com prefeitos e diretores de unidades de saúde.

Conforme a Secretaria de Estado de Saúde (SES), os recursos serão utilizados na atenção primária e especializada; vigilância em saúde; assistência farmacêutica; aquisição de suprimentos, insumos e produtos hospitalares; e no custeio de procedimentos de tratamento da Covid-19.

Gilberto Garcia agradeceu ao governador Reinaldo Azambuja durante a videoconferência,” nesse momento de crescimento da Covid-19 em todo Estado, é muito importante esse recurso para que possamos aumentar ainda mais o suporte ao Hospital Regional, que atende os 7 municípios da microrregião.” 

Cb image default
Repasse-para-Saúde-Municípios-Foto-Chico-Ribeiro-

Municípios sede das macro e microrregiões de saúde foram beneficiados. Além deles, foram contempladas cidades que possuem leitos de UTI custeados pelo poder público. Confira:

Campo Grande (Clínica Campo Grande, El Kadri, Hospital Adventista do Pênfigo e Proncor): R$ 2 milhões;

Corumbá: R$ 1,3 milhão;

Dourados: 1,5 milhão;

Três Lagoas: R$ 1 milhão;

Municípios sede das microrregiões de saúde (Aquidauana, Coxim, Jardim, Nova Andradina, Naviraí, Ponta Porã e Paranaíba): R$ 500 mil cada;

Municípios com UTI (Aparecida do Taboado, Bataguassu, Chapadão do Sul e Costa Rica): R$ 300 mil cada.

Para o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, o socorro que atende o pleito dos gestores municipais chegou em momento estratégico. “Estamos vivenciando hoje o pior momento da pandemia em Mato Grosso do Sul, que está com média móvel de 1.150 casos de Covid-19 por dia. Chegamos a capacidade máxima de internações hospitalares e não temos mais capacidade de ampliar leitos porque faltam recursos humanos”, falou.

Com relação ao número deleitos ocupados no Hospital Regional de Nova Andradina, dos 10 leitos de UTIgeral, 5 estão sendo utilizados, sendo 4 em uso de ventilação mecânica. Dos 8leitos exclusivos para Covid-19, 6 estão ocupados, sendo 5 pacientes fazendouso de respirador (ventilação mecânica), e leitos clínicos 2 pacientes utilizando.