Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

O prefeito Gilberto Garcia juntamente com os secretários Júlio Cesar Castro Marques (infraestrutura) e Sérgio Maximiano (saúde) vistoriaram o andamento das obras de reforma, adequação e ampliação do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), iniciadas em dezembro passado.

Cb image default
João Cláudio

PREFEITO GILBERTO GARCIA VISTORIA OBRAS DE REFORMA E AMPLIAÇÃO DO CCZ

O prefeito Gilberto Garcia juntamente com os secretários Júlio Cesar Castro Marques (infraestrutura) e Sérgio Maximiano (saúde) vistoriaram o andamento das obras de reforma, adequação e ampliação do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), iniciadas em dezembro passado.

Antiga reivindicação dos servidores e usuários do serviço, a obra está sendo construída com recursos próprios do município no valor de R$ 258 mil. A empresa vencedora da licitação é PHC Engenharia Ltda e a meta é concluir os serviços até meados de agosto.

Cb image default
João Cláudio

De acordo com o projeto executado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura, áreas já existentes receberão melhorias como é o caso do depósito, que será transformado numa sala de cirurgia e castração de animais; e do canil, que receberá forro e algumas adequações nas instalações elétricas e hidráulicas, pintura geral e esgoto. Também está prevista a construção de um novo canil com 7 baias (para cães em atendimento clínico) para acolher animais que estão nas ruas em situação de risco e a construção de calçada entre os prédios.

“As obras visam proporcionar condições de trabalho adequadas para a equipe veterinária acolher os animais errantes ou doentes, que oferecem riscos de contaminação ao ser humano, realizar castrações e outros procedimentos clínicos e cirúrgicos em animais domésticos, além de aprimorar a qualidade dos serviços oferecidos”, explica o prefeito Gilberto Garcia.

Cb image default
João Cláudio

A preocupação do governo municipal é com o aumento de animais abandonados circulando pelas ruas da cidade. “Animais de rua transmitem doenças, causam acidentes e podem atacar pessoas, além do próprio sofrimento do animal abandonado que passa fome, frio, agressão e ainda não tem abrigo durante a chuva. O CCZ hoje não pode realizar cirurgias e nem abrigar todos os animais que precisam, por isso, as adequações são necessárias”, alertou o titular da saúde, Sérgio Maximiano.

Responsável pelo projeto técnico arquitetônico, planilhas, aprovação do cronograma financeiro e fiscalização dos serviços executados, o secretário Júlio Cesar reiterou que a reforma faz parte de um pacote de obras do município cujo investimento é superior a 30 milhões de reais.

“Vamos continuar acompanhando passo a passo o andamento das obras, para prevenir atrasos, possíveis erros de projeto ou de execução, nos certificar da adequação às normas e leis, reduzir os gastos e economizar tempo. Enfim, checar a conformidade, segurança e qualidade dos serviços”, finalizou.