Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

Durante a pandemia houve redução do número de veículos nas rodovias, porém a quantidade de infrações e acidentes se mantiveram nos mesmos patamares

Cb image default
William Gomes

A redução do número de veículos nas ruas das cidades e estradas do país, reflexo da quarentena imposta pelo novo coronavírus, não freou o número de infrações e acidentes de trânsito nos últimos meses.

Os dados foram apresentados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF-MS) – Grupo de Educação para o Trânsito – GETRAN, durante reunião técnica realizada na manhã de terça (10), com os agentes de trânsito da Secretaria Municipal de Serviços Públicos, através do Departamento Municipal de Trânsito e Transporte – DEMTRAN, com a participação da Polícia Militar. 

Cb image default
William Gomes

Durante a reunião, o inspetor Fábio Sodré, abordou as ações educativas de trânsito realizadas nas rodovias neste período de pandemia, estabelecendo um comparativo entre os dados referentes ao 2º semestre de 2019 e 1º semestre de 2020.

Segundo o levantamento da PRF, houve redução do número de veículos rodando nas rodovias, porém a quantidade de infrações e acidentes se mantiveram praticamente nos mesmos patamares.

A imprudência dos motoristas ou “falha humana” continua sendo a principal causa dos acidentes e, as atuações do GETRAN mostraram que houve um aumento de 15% nas notificações, com relação a ultrapassagem em local proibido.

Cb image default
William Gomes

Já as infrações provocadas pela imperícia (geralmente ligadas ao consumo de bebidas alcoólicas antes de dirigir, sonolência) e negligência (falta de cuidado e atenção) dos condutores e usuários das vias, tiveram uma pequena diminuição.

O trabalho dos agentes de trânsito também foi tema de debate na reunião. Segundo o gestor da pasta, secretário Roberto Ginel, os agentes receberam orientações sobre a abordagem aos condutores de veículos e preenchimento do Auto de Infração.

“A educação e cordialidade dos agentes de trânsito são primordiais na hora da abordagem aos condutores. Compete ao agente orientar e autuar, mas sempre se pautando nas leis de trânsito e, principalmente, de forma educada, com respeito aos motoristas”, declara o secretário. 

Cb image default
William Gomes

Exemplos práticos do cotidiano foram usados para explicar e dar ciência aos agentes de transito sobre a maneira mais adequada de abordar o usuário, reforçando a fé pública que este profissional possui.

Responsável pela coordenação das ações de educação para o trânsito, Kelly Borba, mencionou a importância do preenchimento correto do campo de observação no Auto de Infração para a tomada de decisões da Junta Administrativa de Recursos de Infrações – JARI, fato este que os agentes têm cumprido com muito rigor e clareza.

Ao final da reunião, Kelly agradeceu a parceria da PRF na doação de uma viatura para o Departamento de Trânsito e demais iniciativas realizadas com apoio das demais forças de segurança (Policia Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil). “Momentos como este devem ser reeditados com frequência, pois essa troca de experiência enriquece e pode definir futuras estratégias adotadas para a prevenção de acidentes”. 

Cb image default
William Gomes

Também participaram da reunião, o Inspetor Chefe da Delegacia de Nova Alvorada do Sul – Delcio Delmar Buss, a Pedagoga do GETRAN Cristina, o Diretor do Departamento Municipal de Trânsito – Anilton Ferreira dos Santos, o Tenente da Polícia Militar Marcos Bezerra da Silva, os soldados Roberley e Geovana, técnica de serviços organizacionais do DEMTRAN, Grazieli Santos de Oliveira e os Agentes Municipais de Trânsito Rodiney Taveira, Ricardo de Oliveira, Lindomar da Silva, Lucas Willian e Alessandro da Costa.